TP-Link net

Diferentes configurações estão associadas aos roteadores da TP-Link, que são equipamentos para o acesso de wireless. Mesmo com tantas configurações que os usuários podem criar, existe um Internet Protocol no qual todas elas são realizadas e é o TP-Link net.

Pode-se chamar o TP-Link net tanto de Internet Protocol quanto de site, uma vez que as suas características são semelhantes.

No http://tplinkwifi.net/, que é a página correspondente, cria-se um login e fica possível modificar quase qualquer coisa que venha da fábrica.

O “quase” é porque, com certeza, tem configurações nas quais não se indica mexer e que a TP-Link envia dessa forma porque fica melhor para se empregar o wireless.

Uma funcionalidade que pode ser alterada e que os usuários aproveitam quando há problemas de rede é o conhecido channel. O sistema faz divisão de wireless para que muitas ondas não passem pelo mesmo roteador e derruba as interferências.

No entanto, é certo que ele não a impede e, existindo queda da conexão por causa delas, pode-se ir a esse channel e determinar outro.

A ideia é que, com outro channel, menos redes fiquem “estacionadas” no roteador da TP-Link e existe mais fluxo para os megabytes.

Veja mais:

As configurações do roteador têm a ver com o TP-Link net?

Esse Internet Protocol da TP-Link tem sido mais relacionado aos sistemas de roteadores, mas as pessoas que navegam por um roteador também o configuram antes com esse site. Como os usuários dos roteadores, tem-se de apresentar login e ele pode ser pedido à fabricante.

Pelo Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), os usuários da TP-Link poderão solicitar que o atendente dê esse login, salientando-se que a configuração com esse site pode até ser acompanhada por esse colaborador.

Existem atendimentos nos quais os funcionários explicam que o login é criado por esse cliente, orientando ainda possíveis formas de senha e de nome de usuário.

Mesmo com a indicação de que esse login seja armazenado, já que outras configurações posteriores vão requerê-lo, também se pode trocá-los: assim como as redes sociais, por exemplo, permitem que o login seja atualizado, isso também é permitido com a página da TP-Link.

No caso de não se conseguir configurar com esse site porque a plataforma não abre, pode-se buscar a TP-Link na sua página oficial, pois ali também se tem alguns outros links para instalações e, claro, informações.

Os que têm extensores de rede usam o TP-Link net?

Os extensores de rede são diferentes dos roteadores, fazendo com que o Internet Protocol que configura um não seja passado ao outro. Assim, o usuário que usa o http://tplinkwifi.net/ vai ter outro endereço para a instalação de qualquer extensor.

O site de configuração tem de mostrar as possibilidades de “mode”. Embora não seja no site que elas fiquem e sim no painel, essa funcionalidade vai ter de ser vista e, mais que isso, não se recomenda que os usuários coloquem outras opções afora a PPPOE.

Utilizar outro “mode” não é impossível, mas o PPPOE é a opção mais empregada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.