Connect with us

IP

168.192 o 101

Published

on

Qualquer pessoa que adquiriu um roteador já tentou acessar a rede  pelo ip 168.192 o 101 sem que ele fosse configurado? É quase certo que muitos indivíduos já tentaram isso e não tiveram êxito, já que é fundamental que ele seja configurado antes.

A forma de fazer isso pode parecer esquisita, já que ainda não se está na Internet: é por uma página eletrônica que se acessa por um IP.

Não é qualquer sequência que pode ser usada como um IP: existem números específicos para isso, como o 192.168.0.1: aliás, o IP do título deveria ser trocado por ele.

Colocando-se esse número no navegador, as pessoas podem alterar qualquer tipo de configuração que o seu roteador traga da fábrica, além de colocar o nome no wireless e também o proteger através de uma senha personalizada.

Mas por que o 168.192 o 101 deveria ser trocado?

A razão de esse IP precisar ser mudado não é uma questão de o internauta preferir ou não: o problema é que ele não pode ser usado para configurar aparelhos, sendo exclusivo para os seus rastreamentos.

No momento em que qualquer computador tentar entrar nesse IP na funcionalidade de configuração, a página permanecerá cinza, que é um indicador, no Chrome, de falta de rede. Nos outros navegadores também será mostrado que aquela “página” não está online.

Falando dos roteadores que já trazem o seu endereço de configuração, é impossível que as caixas tenham esse número como indicação de IP e, se isso acontecer, os compradores do aparelho podem ligar para a empresa fabricante para questionar, pois o 168.192 o 101 não funcionará.

Acesse também:

O 168.192 o 101 pode ser usado em outros aparelhos então?

O fato de esse número de IP não ser compatível com alguma configuração estende-se para os dispositivos móveis: se um computador não abrirá esse endereço para as configurações, então um smartphone também não fará isso.

Aliás, os telefones celulares usam a conexão que o computador faz: configurar através deles um roteador é algo muito complicado porque os seus navegadores não têm a mesma estabilidade e a tela menor também dificulta.

Um cuidado que os usuários do wireless deverão ter com relação aos smartphones refere-se ao reconhecimento que eles precisam fazer da rede.

É fundamental que o wireless seja lido pelo aparelho celular para que os usuários consigam conectar-se e a reinicialização é quase sempre recomendada quando se configura algum roteador.

Para os computadores, uma reinicialização também pode ser bem vinda, lembrando de que, para reiniciar, não é preciso desligar o roteador.

Religando, o computador pode pedir que se ponha a senha e, salvando-a, ele fará a conexão sempre sozinho, o que pode ser programado no smartphone também.

Um dilema é quando o usuário levou tempo para conseguir configurar e, depois, nada conecta. Primeiramente, o único lugar onde se deve mexer é no próprio roteador.

Se as senhas estabelecidas estão certas, é possível que seja unicamente algum erro de sinal e desligar (agora, sim, retirando da tomada), é a solução, esperando 2 minutos.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 13 =