Estão entrando no seu WhatsApp? Veja como fazer para bloquear o acesso de outros aparelhos

Seu WhatsApp está sendo utilizado por terceiros? Ele pode ter sido clonado, hackeado ou rastreado. Em qualquer uma destas 3 opções, sua privacidade está sendo invadida e esses criminosos podem usar os seus dados em atividades ilícitas.

Esse artigo vai te orientar a como agir em cada uma dessas situações.

Leia mais: Quais as mais recentes atualizações do WhatsApp?

WhatsApp hackeado

Quando criminosos invadem seu Whatsapp podem inclusive clonar sua conta, além de usar seu nome em atividades ilícitas ou aplicar golpes em familiares e amigos.

Se você perceber atividades estranhas no seu aplicativo, como arquivos e mensagens que você não lembra de ter enviado, há muitas chances do seu Whatsapp ter sido hackeado.

Como agir?

O processo é simples: você deve bloquear o WhatsApp em contas que lhe sejam suspeitas. Para fazer isso basta que você desloge a versão Web em diferentes sessões.

Confira:

  1. Vá até a opção “ajustes” no seu WhatsApp.
  2. Clique em “WhatsApp Web/Desktop.
  3. Clique em “sair de todas as sessões”.

Feito isso você deve excluir e instalar de novo o aplicativo, através do PlayStore. Cuidado, baixe a versão padrão do WhatsApp. Confira se seu chique está ativo para você receber o SMS de confirmação para a iniciação da nova conta.

Depois que você fizer isso, quem quer que estivesse tendo acesso a sua conta, não terá mais, pois o código de verificação via SMS foi mudado.

Como aumentar ainda mais a proteção do seu WhatsApp

Ative a opção “Duas etapas”, desse modo, para acessar seu Whatsapp precisará de uma senha, que foi escolhida por você e que só você sabe. Ou seja, mesmo que o criminoso tenha clonado seu chip, ele não terá acesso ao Whatsapp.

WhatsApp clonado

As tentativas de invasão a este aplicativo estão cada vez mais comuns.

Apesar do Whatsapp só poder ser utilizado em um celular ao mesmo tempo, criminosos podem conseguir acesso ao SMS de confirmação do chip e consequentemente, ao QR code que loga o aplicativo na versão Web.

Ou seja, mesmo que você esteja com o celular em mãos e com as atividades normais, podem estar te espionando via Web, de um computador.

Leia também: Qual a importância do WhatsApp no dia a dia?

Como agir?

Caso você esteja desconfiando que esse é o seu caso, você deve seguir essas orientações:

  1. Clique na opção “ajustes” do seu WhatsApp.
  2. Em seguida em “WhatsApp web/Desktop”, então vai aparecer todas as sessões da sua conta que estão logadas.
  3. A partir daí, basta sair de sessões suspeitas, clicando em “sair da sessão”, ou “sair de todas as sessões”.

Como proteger seu WhatsApp de ser clonado?

Há algumas dicas que você pode seguir para não ter seu aplicativo invadido. Veja:

  • Não usar versões turbinadas como o “GB WhatsApp” e preferir a versão tradicional.
  • Evitar conectar seu celular a WI-Fi desconhecidos.
  • Instalar aplicativos de segurança para o WhatsApp, que utilizem acesso a senha.

O ato de bloquear o Whatsapp através da desconexão da versão Web é bastante eficiente.

Whatsapp rastreado

Quando uma pessoa está espionando suas atividades, é necessário bloquear o WhatsApp.

Geralmente, a invasão ocorre através do Whatsapp Web. Portanto, se você está suspeitando que está sendo vítima de um rastreamento, confira as sessões ativas do seu Whatsapp na versão Web.

Para fazer isso, basta ir na função “ajustes” e em seguida clicar em “WhatsApp Web”, feito isso aparecerá todas as sessões em que você está logado, e também a forma de servidor utilizado para isso. Caso você confirme suas suspeitas, clique em “sair de todas as sessões”.

O histórico de mídias também pode te indicar se seu aplicativo foi invadido. Caso a função “Download automático de mídia”não estiver ativada no seu aplicativo, confira também se existem fotos, ou outros arquivos, que não foram baixados por você.

Como aumentar a segurança do meu WhatsApp?

Mesmo com todos os protocolos já citados ao longo deste artigo, vale salientar a importância  do uso de um aplicativo de segurança. Geralmente esses aplicativos agem criando uma senha de acesso para que você possa abrir os outros aplicativos do seu celular.

Essa é uma forma bastante eficiente pois a senha será criada por você e qualquer outra pessoa que não souber dela, não poderá acessar sua conta.

Considerações finais

Infelizmente há muitas formas do WhatsApp ser invadido.

Caso aconteça, é importante, antes de tudo, ter seu número de celular em mãos. Acesse como saber meu número de celular para mais informações.

Por sorte, os meios de parar com essa invasão são praticamente os mesmos, sendo necessário em alguns casos realmente bloquear o WhatsApp, porém reavê-lo também é simples, como já foi mostrado ao longo da leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.